Última semana do estágio

Após toda a movimentação do final de semana, as dores tomavam conta do meu corpo e pela primeira vez peguei o elevador para chegar ao terceiro andar do prédio dos pacientes não internados. Novamente acompanhei a Dra Yuan e já experimentava sensações de nostalgia em relação à tudo e todos. Sabia que em pouco tempo deixaria Mianyang, sem data para retorno certo. A Dra Yuan me levou para jantar nesse dia, para comer o tradicional Huo Guo, ou hot pot, uma comida tradicional de Sichuan. Eu já tinha experimentado na companhia da tradutora . A primeira vez a genta nunca esquece e também  não foi nada feliz. Os restaurantes de Hot pot possuem uma mesa com uma grande tigela inundade de óleo e pimenta, com outra pequena no meio, onde há água. Os alimentos são então trazidos crus e colocados pelo próprio cliente no óleo fervente. Na minha primeira vez, desgustei bacon, carne de boi, enguia (que eu realmente adoro) e intestino de pato. No ínicio estava razoável, mas chegou ao ponto do insuportável e virei apenas espectador do banquete. A primeira vontade era recusar sumariamente o convite. Traumatizado, não queria novamente passar pela mesma tortura. Mas claro que não poderia recusar um convite da Dra Yuan e para a minha surpresa, o jantar foi bastante agradável. Não foram servidas carnes exóticas e o óleo estava menos apimentado e eu, embora surpreso,  gostei bastante .

O famoso Hot Pot de Sichuan

O famoso Hot Pot de Sichuan

Na terça feira, pude acompanhar o Dr Lai e sua técnica de movimento. O paciente era nada mais nada menos do que um gringo que passou o final de semana vagando pelas montanhas sagradas de Sichuan e carregava enorme dores nas pernas. Eu mesmo! Foi interessante de experimentar e ver como funciona. Após a sessão a melhora era considerável. Conversamos muito também sobre técnicas de manipulação das agulhas. O Dr Lai sempre responde minhas perguntas com atenção e profundidade. Ainda na mesma semana acompanhei novamente Dr Lee, He e Ai.
Fazendo um balanço geral da experiência, posso dizer que gostei muito do clima de imersão que o hospital me proporcionou. Ao invés de cursos “para inglês ver” pude acompanhar os acupunturistas em seu dia-a-dia, em suas rotinas, seguindo histórias reais, de pacientes reais. Em apenas um mês vi uma quantidade considerável de pacientes dos mais variados tipos de doenças. O carinho e atenção de todos os acupunturistas e assistentes comigo foi enorme, jamais esquecerei. Fui muito bem tratado aqui. Os pacientes foram também incríveis. No hospital todos os tratamentos são particulares. Nenhum paciente precisava se submeter à observação de um estrangeiro sempre cheio de perguntas. No entanto, me receberam de braços abertos e entenderam a minha busca ali. Me deixaram fotografá-los, filmá-los, ponturá-los. Sempre eternamente grato à esses desconhecidos que agora fazem parte da minha formação, da minha conduta profissional e do meu conhecimento teórico prático.

Mianyang Traditional Chinese Medicine Hospital

Mianyang Traditional Chinese Medicine Hospital

Fico feliz em poder dizer que fiz uma amizade interessante com os acupunturistas que me receberam. Ganhei presentes de quase todos. Do Dr Chen, agulhas e meu pomposo nome, do Dr Lai, bastões de moxa, do Dr He, chá verde e da Dra Yuan, um belo livro. Fui bastante elogiado por todos e fiquei bastante contente e orgulhoso. Tive ótimos momentos no hospital. Acredito que aproveitei bem a oportunidade para conhecer o trabalho, os métodos parte do raciocínio de vários profissionais diferentes. Vi inúmeras técnicas, pude observar a diferença de um profissional para o outro. Fico feliz que aqui, a competência é fundamental para crescer na profissão. Os acupunturistas que eu segui realmente são os melhores e por isso ocupam os cargos mais distintos do hospital.  Sempre me lembrarei de todos e guardo com carinho os ensinamentos, os amigos e sorrisos.
Também era hora de me despedir de Mianyang. A cidade é de uma hospitalidade incrível. Em todos os lugares que vou, sou seguido pelos olhares e sorrisos dos chineses. Adorei a cidade e me encantei com o modo simples e feliz de viver dos chineses. Quero poder voltar e poder fortalecer os laços criados e deixados aqui.
Gostaria de aqui agradeçer à todos do Mianyang Traditional Chinese Medicine Hospital. Não poderia deixar também de registrar minha gratidão àqueles que no Brasil puderam transformar essa experiência possível. A equipe do Ceata, em especial ao Ephraim, agora grande amigo. Meu pai, que sempre me auxiliou no planejamento e na manutenção desse sonho, minhã mãe por toda ajuda e suporte em casa. Luciana, minha companheira de todas as horas, meu teto e também meu chão. Aos amigos e familiares por toda empolgação e apoio. Aos pacientes, motivo maior pelo qual estou aqui. E aos professores Valéria Monteiro, Alexander Assunção e Giuseppe Magaldi, que fundamentaram meu conhecimento e são sempre referência e exemplo. E à todos que acompan haram pelo site, deixaram mensagens carinhosas,  um abraço especial.
Agora, rumo à Beijing, onde terei uma semana corrida de folga. A muralha e a cidade proibida agora me esperam!

6 Comentárioa

  1. ilma
    Postado em 07/28/2009 às 01:45 | Permalink

    parabens por mais uma etapa na sua vida que com certeza lhe trara grandes beneficios meu filho. Estou muito orgulhosa de vc. Te amo muito, bjos, Ilma.

  2. Gustavo Ferreira
    Postado em 07/28/2009 às 09:46 | Permalink

    Meu grande primo e amigo Bertinho,como eu dizia como eramos pequenos!Parabens por todas essas conquistas na China.
    Adquirindo conhecimentos que serao inesqueciveis!
    Que depois dessa conquista venha outras e outras!
    Abracos,
    Gustavo.

  3. Helder
    Postado em 07/28/2009 às 20:40 | Permalink

    Betinho,

    Parabéns e muitas felicidades nestas tuas novas descobertas e grandes conquistas, que sirvam cada vez mais na tua caminhada.

    Abraços e beijos
    Tio Helder

  4. Lu
    Postado em 07/28/2009 às 21:05 | Permalink

    Eu que me sinto grata por ter alguém como vc ao meu lado. Um ser humano maravilhoso, determinado, forte e ao mesmo tempo tão sensível… Dono de uma alegria contagiante e admirado pelos inúmeros sorrisos que a sua presença é capaz de despertar… A saudade é imensa… Estou contando os dias… (L)

  5. Gui Brega
    Postado em 07/29/2009 às 19:29 | Permalink

    Agora sério, parabéns pela coragem!!!! Aproveita!!!

  6. Cláudio Ferreira
    Postado em 08/06/2009 às 18:48 | Permalink

    Parabens Betinho por esta busca de crescimento pessoal e profissional. Obrigado também por compartilhar conosco suas aventuras.
    Estou te esperando com um cotovelo e um joelho bichados. Acho que a causa é DNA mas tenho esperança que suas agulhas consigam resolver.

    Abraços.

Comente

Seu email NÃO será compartilhado. Campos obrigatórios *